quinta-feira, 19 de novembro de 2009

DARK HUMAN


Prólogo:


"No início dos tempos, de forma inexplicável, o mal surgiu no coração de Lúcifer, que naquele tempo era conhecido como "A Estrela da Manhã ", ele era o anjo mais poderoso e perfeito que Deus havia criado.
Lúcifer se dizia insatisfeito com a posição que Deus o colocou, ele desejava mais poder, ele queria se tornar o governante do céu, ele queria tomar o trono de Deus.

Com este pensamento Lúcifer passou a envenenar a mente de centenas de anjos contra seu criador.
Deus só permitiu que Lúcifer continuasse com seu planos em andamento porque se ele o destruísse naquele momento tão crítico, seria como se ele estivesse confirmando as mentiras que o anjo rebelde havia criava sobre ele, que diziam que Deus era um rei tirano e cruel.

Depois de muito tempo, Lúcifer já havia concluido uma parte de seu plano diabólico, que era colocar a maior quantidade possível da anjos contra Deus, durante todo esse tempo, ele já havia conseguido corromper um terço do exército celestial, pra ele não era o suficiente, mas já era o necessário para dominar o Paraíso.

Então com isso, Lúcifer deu início á uma terrível guerra que durou eras.
Muito sangue havia sido derramado no céu, durante o grande conflito, o Paraíso havia se tornado um lugar horrível, templos de adoração á Deus estavam em ruínas, uma quantidade incontável de anjos haviam sido mortos, o céu agora era um gigantesco campo de batalha que exalava o cheiro da morte...tudo isso devido á inveja de um anjo, que havia sido um dos seres mais poderosos de todo o reino celestial.

Com o final da guerra, Deus e seu exército haviam saído vitoriosos, o que deixou Satanás
(como já estava sendo chamado naquela época) furioso.

"Juro que por teres me derrotado aqui, irei corromper suas novas criaturas da tua santa ordem!
( aqui ele se refere à raça humana )
Irei mostrar a verdade á todos eles de que você é arrogante e egoísta.
E então, irei atacá-los pela frente e por trás, pela direita e pela esquerda, e não acharás entre eles muitos agradecidos!"

Lúcifer gritava em estado de cólera.

"Saia daqui criatura maldita!
Juro que encherei o Inferno contigo e com aqueles que te seguirem!"

Essa foi a resposta da Deus á ameaça do anjo rebelde.

Depois disso Lúcifer e seu exécito haviam sido expulsos do Paraíso.


Introdução:

Michael Kennedy era um padre promissor, que cometeu o que para ele, era um terrível pecado...
Se apaixonou por uma mulher, a linda Samantha Taylor, sobrinha do frade Nicolas, seu grande amigo.
Por um tempo,Thomas e Samantha viveram um romance proibido, mas sem que ninguém soubesse, os dois se amavam muito, só que isso não durou muito tempo, pois Michael estava sendo torturado por seus pensamentos, como poderia amar uma mulher sendo um padre? Como estava sendo hipócrita com os fiéis, enquanto passava a mensagem de Deus para eles, pensava em uma mulher, mas uma mulher que o amava muito...pensava ele.
E também por outro motivo, Samantha iria se casar com outro homem, e o pior, é que ela não o amava.
Esses pensamentos foram o suficiente para que Michael deixasse o relacionamento com Samantha, o que a fez sofrer muito, muito mesmo, só que para ele, essa era a melhor escolha, pois essa era a vontade de Deus.

Poucos anos haviam se passado desde do fim do relacionamento entre os dois, mas o tempo não era o sulficiente para acabar com o forte sentimento que um sentia pelo outro.
Então foi nisso que Michael recebeu a notícia de que ele seria o padre responsável pelo casamento de Samantha, isso para ele foi uma surpresa um tanto quanto desagradável, mas o padre Kennedy não questionou nada, foi e fez o que devia.
Mas foi com isso que ele decidiu deixar a batina de lado.
Essa decisão foi uma surpresa á todos, ninguém esperava que aquele homem tão fiel as leis de Deus deixasse tudo o que aprendeu de lado, "o que estaria acontecendo com ele?" as pessoas pensavam.
Isso fez com que o seu grande amigo, o frade Nicolas fosse tirar satisfações com ele.

Michael estava em sua casa, já eram 22:00 horas, estava frio e chovendo forte, e enquanto isso, sentado em seu sofá, ele lia um livro sobre a história de Hitler, ele achava muito interessante a história do movimento Nazista, mas a o mesmo tempo que lia, ele estava pensando, pensando no momento em que havia falado "pode beijar a noiva" ...essas palavras foram as que uniram sua amada á outro homem, nunca havia sentindo uma dor tão grande como a que quando viu Samantha beijar outro.
Foi quando nesse momento, enquanto estava perdido em seus pensamentos, que tocam a campainha, Michael leva um belo susto, então ele se levanta, coloca seu livro sobre o rack, e quando ele vai ver quem é, se depara com o frade Nicolas.

"Por favor, entre frade, a chuva está forte!"

Depois de terem tomado algumas xícaras de café, Michael tenta puxar assunto:

"Que grande prazer é ver o senhor por aqui, frade! Está bem forte a chuva não é?"

"O que pensa que está fazendo, por acaso enlouqueceu Michael?"


Perguntava frade Nicolas expressando raiva no olhar.

Michael fica queto por alguns segundos, com o olhar de surpreso, ele coloca sua xícara sobre uma pequena mesa, respira fundo e responde.

"Não senhor Nicolas, não enlouqueci, apenas achei necessário fazer isso."

"Necessário? achou necessário deixar o caminho de nosso senhor? o que está acontecendo com você Michael?"

'Eu não podeira continuar sendo um padre, pois me apaixonei por uma mulher!"

O silêncio dominou o sala em que os dois se encontravam por alguns instantes, frade Nicolas olhava para Michael com um olhar de espanto, e ao mesmo tempo decepção.

"C-como? você...você se apaixonou por uma mulher?"

"Sim frade, e essa mulher é sua sobrinha, Samantha!"


Depois de dar essa resposta, Michael leva um forte tapa no rosto, o que o deixa sem reação.

"Como ousa se apaixonar por minha sobrinha? Samantha é uma mulher casada!
Gritava o frade.

"E-eu não podia mais esconder esse sentimento por ela, nós nos amamos muito frade, por favor, tente entender!"

Respondia Michael já suando frio.

"Como quer que eu entenda algo desse tipo? todos pensavam que vocês eram boas pessoas, sendo que na verdade, eram dois imundos! você traiu a confiança de muitos Michael, muitos fiéis adoravam você, você sempre foi um padre respeitado e admirado por todos."

"Eu sei disse frade, me entristeço muito com essa situação, mas por favor, tente me entender, eu não posso contrariar essa vontade que há em mim, eu sou humano, sou falho, claro que não posso usar isso como desculpa mas....eu a amo muito..."

Frade Nicolas caminha em direção á porta, mas antes de sair ele fala:

"Minha sobrinha foi como uma filha para mim, cuidei dela logo depois que seus pais morreram em um terrível acidente há alguns anos, esperava tanto dela, tentei fazer de tudo para que ela seguisse a palavra de Deus, mas não deu certo...o mesmo aconteceu com você, nos conhecemos já faz um tempo, mas nesse tempo, fui um grande amigo seu Michael, assim como um segundo pai, pode ter certeza que estou muito decepcionado..."

Michael apenas escutava tudo de cabeça baixa.

"Pelo que percebi, minha sobrinha foi a sua "Eva" Michael, ela foi o motivo de sua decadência...
Pode ter certeza de que vocês dois vão pagar pelo que fizeram, Deus irá castigar vocês...
Não pensem que isso será esquecido..."


Nicolas bate a porta com muita força, e logo em seguida entra em seu carro, e vai embora.
Michael fica totalmente paralisado, sem reação alguma, pensando nas últimas palavras que o frade havia falado antes de sair.

"Será que isso foi uma ameaça? O que irá acontecer a nós dois? Deus, por favor, não permita que nenhum mal nos aconteça" - Pensava.

===
continua em:
Capitulo 1
- The Devil Inside

Nenhum comentário:

Dudjinka

Quem está lendo aqui (Tempo Real)

PORTA CURTAS - Festival do Rio 2009