sábado, 30 de agosto de 2014

Broken Dreams [poesia]

Broken dreams
Sonhos, desejos, vontades...
Não vivo sem estes anseios...
Viajo por toda eternidade
Buscando abrigo em meus devaneios.

Nada me impede de partir pra bem longe,
Não mais, agora...
A dor que fortalece e tonteia
Me empurra através do mundo lá fora.

Cansado e sozinho, pra sempre me vou;
Buscando carinho no que me restou;
Perdido e sozinho, caminho sem rumo;
Polido e servido, na névoa eu sumo.

Saudades? Pra quê? Do quê? De quem?
Vivi o que tinha de ter vivido,
Já não há mais novidades pelo meu caminho;
Talvez eu pudesse ter sido socorrido,
Mas já não dá mais, meu caminho é sozinho...

Cansado e acabado, mas ainda não fui vencido;
Humor destroçado deste doido varrido;
Pois vivido na vida que tanto anseei,
Ao fim ter chegado, ao início voltei.

Está tudo acabado, passado, finito;
Passado estragado de um sonho bonito.
Não vejo a hora da aventura acabar,
E poder finalmente chegar a descansar.

texto: Henrique Takimoto Jasa
domingo, 15 de setembro de 2013

Nenhum comentário:

Dudjinka

Quem está lendo aqui (Tempo Real)

PORTA CURTAS - Festival do Rio 2009