sábado, 30 de agosto de 2014

Queria um amor [poesia]

Queria um amor, mas, não um amor qualquer...
Alguém por quem eu me apaixonasse todos os dias novamente,
como se fosse a primeira vez!
Alguém que me esquentasse o coração,
tirando o frio da solidão...

Queria encontrar alguém que estivesse sempre ao meu lado,
que sentisse saudades de mim, e pudesse me acompanhar,
não importa aonde, como ou quando!
Alguém que fosse á teatro, cinema, programas de auditório, gravações,
não importando o que aocntecesse, sempre comigo!

Sinto falta de uma companheira especial,
alguém que me abraçasse sempre que eu precisasse,
que tivesse um carinho especial por mim,
que se sentisse livre, leve e solta só de estar comigo!

Queria alguém que se sentisse feliz em estar comigo!
Queria alguém que eu me sentisse feliz estando com ela!
Queria ser parte de um casal, e não a vela!
Queria poder ascender sem deixar nada para trás!

Queira alguém que pedisse desculaps quando errasse,
e que me desculpasse pelos meus erros quando eu os cometesse...
Queria alguém que quisesse evoluir comigo,
e me ajudasse a evoluir com ela!

Eu só queria ter alguém que me fizesse sorrir mesmo nos piores momentos,
que me fizesse ficar despreocupado com coisas fúteis,
que me abrisse os olhos, abriria os braços
e me abraçasse sempre como se fosse o último, todos os dias!

Queria alguém que me desse um pouco de atenção e carinho,
que gostasse de ter a minha atenção,
que fizesse minha alma ir á outra dimensão,
que de tanta felicidade me parasse a circulação!

Precisava de alguém que me enchesse de felicidade,
mudasse meu rumo, me fizesse voar;
alguém que simplesmente por existir me fizesse ser completo,
uma garota que sempre esperei, e continuarei a esperar até o fim...

Sinto que já estou chegando ao fim,
mas ainda aguardo pela pessoa tão esperada...
E pensar que eu já posso tê-la perdido simplesmente pelo medo,
e ela estar já muito longe, espiritualmente de corpo, alma e coração...

Talvez ela me ame e me espere,
talvez tenha me amado, e está com outro pra esquecer;
talvez não esteja mais viva,
ou somente acabe de nascer...

Acho que cansei de esperar...
Espero que na próxima vida, eu a encontre

Henrique Takimoto Jasa
segunda-feira, 5 de abril de 2010

Dudjinka

Quem está lendo aqui (Tempo Real)

PORTA CURTAS - Festival do Rio 2009